Ter um bicho de estimação requer responsabilidade e cuidados , além de eventuais gastos não programados. Além de ter o pet em casa, muita gente que se depara com um cachorro ou gato abandonados na rua, por exemplo, e não sabe o que fazer. O critério financeiro pode impedir para uma atitude.

 Algumas ONGs fazem triagem dos animais ou até mesmo encaminhamento para outras instituições. As universidades também auxiliam os bichos através de consultas com estudantes de Medicina Veterinária em Niterói e no Rio de Janeiro. Em Maricá, as protetoras resgatam os animais e custeiam todo o tratamento por meios próprios, passando por diversas dificuldades.

A Prefeitura de Maricá oferece campanhas de castração gratuita mas as protetoras ainda relatam dificuldades. Em 2018, o Prefeito Fabiano Horta chegou a mencionar os planos de criar um hospital público veterinário ou um posto de saúde veterinária público. A unidade atenderia pessoas carentes de recursos financeiro para proteger seus animais domésticos gratuitamente, promovendo a castração, vacinação, vermifugação e tratamento adequado de todo o tipo de zoonose.

Enquanto isso, as protetoras se esforçam para continuar cuidando dos animais, resgatando das ruas e proporcionando as castrações e até mesmo conseguindo um lar para os bichinhos.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?