As comunidades do Boqueirão e do Saco das Flores ganharam nesta quarta-feira (18/12) uma nova creche em tempo integral para suas crianças. O Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) Sidinéia da Silva Costa foi inaugurado numa solenidade com a presença do prefeito Fabiano Horta, do vice-prefeito Marcos Ribeiro e da secretária de Educação de Maricá, Adriana Costa.

O espaço, que fica na parte alta do Boqueirão ao lado da EM Maurício Antunes de Carvalho, vai atender a 128 crianças entre os 4 meses e os 5 anos de idade e tem quatro salas de aula, dois berçários, sala multimídia, sala de amamentação e lactário, entre outras dependências.

A homenageada com o nome da nova unidade foi professora da rede pública municipal por 29 anos, atuou na EM Antônio Rufino, na Gambôa, e faleceu em 2011 aos 50 anos. Sua família participou da inauguração, o que incluiu a mãe de Sidinéia, de 80 anos. Com outros filhos e netos, dona Elitie Brum da Silva não escondia a emoção com o tributo à filha. “É um misto de emoções para nós estar aqui hoje e estamos muito gratos. Ela era alguém que exercia sua profissão com extremo louvor, uma dedicação exemplar”, lembrou a mãe.

Para a diretora Patrícia Ornelas é um desafio e de uma realização completa. “Sou filha dessa comunidade do Boqueirão e sei o quanto as mães daqui estavam ansiosas por esta creche. Para mim também é um sonho realizado”, garantiu ela. “Aqui se lida com uma faixa etária muito importante, e nós queremos ampliar esse serviço em outras unidades voltadas para educação infantil, tornar maior esse modelo no próximo ano”, adiantou a secretária de Educação, Adriana Costa, que cresceu com Sidinéia.

O prefeito Fabiano Horta fez coro com a secretária ao falar da faixa etária das crianças atendidas. “Sabemos o quanto a atividade cognitiva e seu desenvolvimento são importantes na idade deles e hoje vemos a necessidade de essa rede se expandir para que novas creches surjam na cidade”, ressaltou ele, ao informar que o CEIM Sidinéia da Silva Costa ainda vai receber mais seis salas de aula e uma quadra poliesportiva.

Entre as mães dos alunos, que apresentaram um pequeno coral de Natal, o principal ganhou será a tranquilidade para o trabalho e outros afazeres.

“Melhora tudo, até na procura por emprego, e vai ajudar muitas mulheres como eu a cuidar dos filhos”, afirmou Daniela Feliciano, de 22 anos, mãe da aluna Sofia, de 4 anos, e que espera a chegada de Miguel em 2020.

Para Andressa Cristina Barroso, de 28 anos, o espaço foi a melhor coisa que aconteceu no bairro. “Vai das mais liberdade e segurança para nós, que vamos poder trabalhar sabendo que eles estão bem”, disse ela, que é mãe de dois alunos da creche.

Fonte: PMM

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?