No sábado (08/02), a Secretaria de Cultura leva à Praça Cônego Batalha, no Centro, a Folia da Praça do Saber, das 10h às 13h. Será o início do Carnaval para a criançada que acompanha o projeto de leitura e que vai poder se divertir com muita música e pular bastante com seus familiares. Haverá também brincadeiras enquanto se conta a história da “Mulinha Faceira”, uma antiga tradição cultural de Maricá.

A personagem da mulinha foi criada por Vírgílio Azevedo Sodré (1889-1960), no Saco das Flores. Ele confeccionava o adereço para animar os moradores do bairro e estes, enfeitados com flores, se juntavam a Seu Vivinho – como era conhecido – e o acompanhavam dançando até o coreto da então Vila de Maricá, como consta em acervo da historiadora Maria Penha de Andrade e Silva.

Seu Vivinho também foi autor da paródia inspirada na marchinha de Carnaval “Se a canoa não virar” e, em um de seus trechos, diz assim: “Se a Faceira não dançar / Amarrado vou ficar! /Olé, olé, olá! /Muladeiro, lá vou eu /Empurrando minha mula /Eu brinco pra valer /Olé, olé, olá!”.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?