Nesta segunda, 2, completam-se 24 anos da morte dos integrantes da banda Mamonas Assassinas. Após sofrerem um acidente aéreo no dia 2 de março de 1996, Dinho, Bento Hiroto, Júlio Rasec e Sérgio Reoli deixaram os brasileiros com uma enorme saudade. Fato esse comprovado pelas milhares de mensagens deixada por internautas nesta manhã no Twitter.

Em uma tentativa de deixar vivo na memória alguns momentos importantes da banda e prestar homenagem aos integrantes, que arrastavam multidões para os seus shows, fãs deixaram recados na rede social, e o nome da banda já está entre os assuntos mais comentados do Brasil.

“Há 24 anos, o sucesso de uma banda marcada pelo carisma, irreverência e descontração foi encerrada por um trágico acidente aéreo que abalou o país em 1996. Como não se esquecer dos Mamonas Assassinas e sua Brasília amarela”.

Um outro internauta escreveu: “Há 24 anos o Brasil perdia uma das bandas mais carismáticas e talentosas: os Mamonas Assassinas”;

“Dia 2 de março de 1996. o Brasil acordava com uma notícia trágica. O país perdia um dos maiores fenômenos da música brasileira das últimas décadas”. Além das mensagens, muitos perfis estão compartilhando fotos e vídeos da banda.

O sucesso da banda: Mamonas Assassinas foi considerado por muitos uma banda de sucesso meteórico, pois com um único disco lançado em 1995, eles conseguiram vender 3 milhões de cópias. Com cinco integrantes, eles misturavam rock and roll e alguns outros estilos músicas como forró e pagode.

O acidente: A banda fez o seu último show em Brasília e iria retornar para São Paulo. De lá, eles dariam início à carreira internacional da banda, começando em Portugal. Por volta das 23h16, o jatinho Learjet colidiu contra a Serra da Cantareira e caiu.

Fonte: O São Gonçalo
Foto: Divulgação/”Mamonas para Sempre”

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?