Maricá está em estágio de alerta por conta das chuvas desta segunda-feira (13/01). Mais de 1500 funcionários da Prefeitura, entre integrantes da autarquia Serviços de Obras de Maricá (Somar), das secretarias de Habitação, Assistência Social, Proteção e Defesa Civil, Trânsito, Educação, Ordem Pública, Esportes e Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher estão nas ruas desde a madrugada para amenizar os transtornos provocados pelas chuvas. As equipes contam com apoio de máquinas, caminhões e barcos para esse trabalho.

Os locais mais atingidos são Itapeba, São José do Imbassaí, Santa Paula, Inoã, Bairro da Amizade e Bananal, além da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) e de regiões do Centro.

A aproximação de uma frente fria pelo oceano mantém o tempo instável na cidade. Há vários bolsões de água e houve registro de chuva forte a muito forte nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, gerando um acumulado em 24 horas na estação pluviométrica da Mumbuca (mede a região do Centro e adjacências) de 177 mm às 10h15.

Segundo parâmetros do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual no Norte Fluminense (UENF), a partir de 50 mm é considerada chuva de intensidade muito forte e em Maricá choveu quase quatro vezes além da medida de chuva muito forte. No pluviômetro da Barra o acumulado no mesmo horário foi de 3.8 mm.

Até o momento, as equipes da prefeitura fizeram 24 atendimentos, sendo três famílias (oito pessoas) desalojadas e retiradas com barcos e botes nos loteamentos 26 de Maio e São Francisco (São José do Imbassaí). Duas casas desmoronaram no Bananal e Bairro da Amizade, mas ninguém se feriu. Os moradores estão em casa de vizinhos. Equipes da Somar utilizam uma retroescavadeira próximo a ponte da Mumbuca para retirada de gigogas e escoar a água de forma mais rápida.

A sede da Secretaria de Assistência Social também foi prejudicada. A equipe está concentrada no SAPAD que fica na Rua Chebabe (na ladeira em frente à rua do Cineteatro Henfil). O local está aberto para receber doações, como colchonetes, água, roupas, calçados, alimentos não perecíveis, material de higiene pessoal e produtos de limpeza. As doações também podem ser deixadas nos CRAS São José, Inoã, Jardim Atlântico, Itaipuaçu e Santa Paula.

Psicólogos e assistentes sociais do CRAS São José já foram para o CAIC Elomir Silva (São José), onde os desabrigados serão alojados. A Secretaria de Habitação e Assentamentos Humanos realiza o controle das áreas suscetíveis.

Informamos que ainda há previsão de chuva fraca a moderada, podendo ser forte de forma rápida e isolada para as próximas horas.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil orienta as pessoas a evitarem deslocamentos e procurarem locais seguros. O telefone de emergência é o 199.

Fonte: PMM

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?