Vinte e seis estudantes da Escola Estadual Manoel Bandeira, de Duque de Caxias, estiveram nesta terça-feira, 10, na lagoa do Boqueirão, para conhecer o projeto Navegar. Os alunos participaram de uma volta na lagoa, a bordo do catamarã da Prefeitura.

A diretora da escola da Baixada Fluminense, Penha Vieira, disse que a ida ao núcleo do Navegar foi um diferencial na vida dos seus alunos. “Eles (alunos) nunca viram isso. O esporte tem o poder de mudar a vida do jovem, e por isso eu considero essa visita importante”, explicou.

“Participar dessa visita ao projeto é muito interessante. Eu nunca tinha entrado em um barco, e nem chegado perto. Então, estar aqui hoje (terça-feira) com meus amigos de escola foi maravilhoso”, comentou a estudante Débora Prata, de 17 anos.

“Trazer os meus alunos aqui é importante a partir do momento que os aproxima de um esporte que para eles é distante. Todos são de uma área considerada de risco, então poder trazê-los aqui é motivo de orgulho, dá uma ampliação de mundo para eles”, observou a professora da turma Ana Cristina Benet.

Iniciado em 2017, o Projeto Navegar atende atualmente 240 crianças. Segundo um dos coordenadores, Jorge Moura, o projeto vai ganhar um braço itinerante já em 2020, extensão essa que vai atender os bairros de Jacaroá e São José de Imbassaí. “Assim que chegar o material, que já foi licitado, nós já vamos começar as atividades”, garantiu.

Mônica Favarin, que também coordena o Navegar, explicou que o projeto oferece a integração entre pessoas e a oportunidade da prática de atividade física dentro do mar.

“Aqui nós trabalhamos dando oportunidade a estudantes e adultos fazerem atividade física dentro da água, como remo e vela. Os praticantes que se destacam são encaminhados para o treino de alto rendimento. Mas o nosso foco não é competição, e sim a inclusão, integração e prática de atividade física para todos”, declarou Mônica.

A iniciativa é oferecida para crianças e jovens de 9 a 17 anos e os participantes precisam obrigatoriamente estar matriculados em alguma rede de ensino, seja municipal, estadual, federal ou particular.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?