As atividades do Projeto Marola começaram nesta segunda-feira, dia 20, na Avenida 1, em Itaipuaçu, mas ainda há vagas. O projeto será realizado até o dia 31 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h45.

Podem se inscrever jovens com idade entre 7 e 18 anos. As inscrições são feitas no local, basta levar cópias da identidade do aluno e do responsável, do comprovante de residência e é cobrada uma taxa de colaboração.

O Projeto Marola foi idealizado em abril de 2016 pelo guarda-vidas Santiago Prata, com o intuito inicial de prevenir mortes por afogamento através de medidas preventivas. Em pouco tempo, foi observado que o projeto vai muito além disso. Ele tira as crianças da ociosidade, ajuda a diminuir a incidência de doenças provocadas pela obesidade infantil e está alinhado com os indicativos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização das Nações Unidas (ONU), com relação à vulnerabilidade social.

No local, os jovens recebem noções de preservação do meio ambiente, orientações sobre as condições do mar, sobre primeiros socorros, prevenção e combate a incêndios, dicas para evitar afogamentos e muito mais. Este projeto ressalta o compromisso com a responsabilidade ambiental, e já representou o Brasil em dois importantes congressos internacionais (Chile e Argentina), onde foi muito elogiado pela competência.

“Através de bons exemplos e de aconselhamento, nós conseguimos manter nossos jovens afastados da violência e das drogas, promovendo bem estar social a todos eles. Aqui, tudo é feito com muito amor e respeito ao próximo” disse Santiago, idealizador do projeto.

Fotos: Faqueco Corrêa

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?