Em mais uma medida contra o novo coronavírus, a Prefeitura de Maricá, através da Secretaria de Assistência Social, começou a distribuir neste sábado (02/05), 125 mil máscaras para a população da cidade, já que a partir de segunda-feira (04/05) começa a valer o decreto da obrigatoriedade do uso desta proteção.

A medida vale para vias públicas, meios de transporte, estabelecimentos comerciais e nas agências bancárias em todo o município. Qualquer pessoa pode solicitar a máscara de proteção em algum dos pontos de distribuição. Confeccionadas em material resistente de tecido TNT com duas camadas e elástico, podem ser lavadas e reutilizadas.

“Fizemos a compra de inicialmente 125 mil máscaras para proteger a população emergencialmente, sobretudo os mais vulneráveis, como os idosos e população de rua, que não pode comprar. Nós pretendemos comprar mais nos próximos dias, inclusive para distribuir com as cestas básicas dos CRAS”, disse a secretária de Assistência Social, Laura Maria Vieira da Costa.

O vice-presidente da Empresa Pública de Transportes (EPT), Rodrigo Monteiro, explicou sobre a dinâmica de entrega das máscaras pela empresa. “Vamos entregar as 6 mil máscaras que recebemos para todos os usuários dos vermelhinhos, tanto aqui no terminal quanto para aqueles que embarcam nos ônibus. Os motoristas já levam em cada viagem um saco com uma quantidade de máscaras e entregam para as pessoas que vão embarcar. É importante que todos tenham a consciência de utilizar as máscaras com responsabilidade sobre a sua vida e das demais pessoas”, afirma.

O morador de Itapeba, Ronaldo Souza, de 47 anos, teve de sair de casa sem máscara por não ter tido acesso à proteção antes, mas assim que chegou ao terminal rodoviário do Centro para embarcar em um dos vermelhinhos, obteve a sua máscara gratuitamente.  “A coisa está feia nesse nosso mundo, e eu considero uma atitude fundamental distribuir esse material para a população. Agora já tenho a minha e fico mais tranquilo porque as vezes eu preciso sair para ir ao mercado”, comentou.

Carlos Alberto Oliveira, 55, que é autônomo e morador de Itaipuaçu, garantiu a sua máscara na Praça do Barroco. Ele elogiou as últimas ações da prefeitura no enfrentamento ao novo coronavírus. “É uma ação positiva, com certeza, e de extrema importância. A gente precisa se proteger, e tem gente que não pode comprar. Eu estou gostando muito da maneira que estamos sendo resguardados, a barreira sanitária também foi uma excelente ação – eu digo isso porque nesse momento, sendo feriado, aqui estaria lotado de gente de outros lugares”, disse.

Quem passa pelas barreiras sanitárias montadas pela Prefeitura em pontos de acesso ao município e está sem máscara também recebe a sua. Segundo o secretário de Ordem Pública e Gabinete Institucional, Júlio Veras, cada barreira conta com 300 máscaras, totalizando 3 mil para os 10 pontos, e a quantidade é reabastecida a depender da demanda.

Confira abaixo os pontos de distribuição das máscaras:

– Terminal Rodoviário do Centro – Avenida Roberto Silveira, s/nº

– Rua Ribeiro de Almeida (rua dos bancos), em frente a Caixa Econômica

– Terminal Rodoviário de Itaipuaçu – Rua Professor Cardoso de Menezes, antiga Rua Um

– Centro de Inoã

– Passarela de São José do Imbassaí, altura do km 22

– Praça de Bambuí

– Praça de Ponta Negra

– Condomínios do Minha Casa Minha Vida (Inoã e Itaipuaçu)

– Hospital Municipal Conde Modesto Leal e demais postos de saúde

– Conselhos Tutelares

– Barreiras Sanitária

A partir da próxima terça-feira (05/05):

– Todos os CRAS do município

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?