LSM – A Prefeitura de Maricá adiou o Prêmio Mulher Cidadã Heloneida Studart, que aconteceria nesta quinta-feira, 31. A nova data prevista é dia 30 de abril, podendo ser adiada novamente.

Anualmente, no mês de março, a prefeitura através da Coordenação de Políticas para as Mulheres da Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher, presta uma homenagem a mulheres que se destacaram na luta pela igualdade de gênero e pela efetivação dos direitos das mulheres com o Prêmio Mulher Cidadã Heloneida Studart.

Ao todo são quatro categorias, totalizando 15 homenageadas: categoria nacional (1 indicação); categoria estadual (1 indicação); categoria municipal (11 indicações) e categoria memória póstuma (2 indicações).

Este ano, a data escolhida para a 7ª edição foi 31 de março, quando a Casa da Mulher, que também abriga o CEAM (Centro Especializado em Atendimento às Mulheres Natália Coutinho Fernandes) completa 10 anos de funcionamento, porém devido às restrições, o evento teve que ser adiado.

“Por compreender que o atual momento é de cautela e restrições no que tange as aglomerações, optamos em adiar o evento de acordo com as medidas sanitárias de distanciamento. Temos o indicativo de realizar a solenidade em 30 de abril, mas aguardamos a avaliação das autoridades sanitárias do nosso município para definir essa data, de acordo com a bandeira a ser definida em nosso município”, explicou a coordenadora Luciana Piredda.

Segundo ela, na ocasião também serão homenageadas as mulheres que se destacaram na 6ª edição de 2020, que acabou cancelada por causa da pandemia.

Entre as homenageadas na 7ª edição estão: Manuela D’Ávila, Maria de Fatima Cunha Palma, Lidiane Ana de Souza; Marianne Mary da Fonseca; Maria José de Andrade; Pérola Campos; Andreia Cândida; Simone Alves (in Memoriam); Vanessa Malaquias do Nascimento; Cláudia Mendonça; e a enfermeira Denise Gomes.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?