O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (12), que deve enviar um “projeto federal com urgência constitucional” sobre ideologia de gênero. Em evento de hasteamento da Bandeira Nacional, com a participação de ministros, o mandatário ouviu o pedido de uma criança: “Nós crianças não queremos a ideologia do gênero”.

O grupo de meninos e meninas era tutelado pelo padre polonês Pedro Stepien, ativista antiaborto que costuma comparecer ao Palácio da Alvorada para fazer pedidos ao presidente – entre eles o fim do aborto e da lei de alienação parental.

“Nós sabemos que por 11 a 0 o Supremo Tribunal Federal derrubou uma lei municipal que proibia a ideologia de gênero”, disse Bolsonaro. Em 24 de abril, o STF julgou inconstitucional uma lei do município de Novo Gama (GO), que proibia a discussão de gênero nas escolas. A legislação vedava a veiculação de informações e materiais no ambiente escolar que tratasse sobre o assunto.

“Já pedi nesta segunda-feira (11) para o Major Jorge, nosso ministro (Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral da Presidência), que providenciasse uma lei federal agora, um projeto, e devemos apresentá-lo com urgência constitucional”, declarou o presidente.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?