A Gruta da Sacristia, em Ponta Negra, foi alvo de vândalos no último fim de semana. O local é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Maricá e atrai moradores e turistas. Os vândalos usaram tinta para gravar pichações nas pedras e para apagá-las a Prefeitura acionou uma equipe nesta segunda-feira (28/12), para fazer a limpeza.  A ação incluiu também a retirada de lixo deixado por frequentadores da praia.

Para fazer a limpeza foram usados redutor de tinta, escova de aço e estopa. Os funcionários da autarquia Serviços de Obras de Maricá (Somar), levaram várias horas até que o local voltasse às características originais. A ação dos vândalos foi condenada pelas áreas que cuidam do patrimônio.

“A degradação na gruta da Sacristia é um crime ambiental com o agravante de estar inserida no Refúgio de Vida Silvestre, uma unidade de conservação de proteção integral”, adverte o secretário de Cidade Sustentável, Guilherme Di Cesar Motta, que assegurou que a pasta vai redobrar a atenção sobre locais como a Sacristia. “Intensificaremos neste período as ações fiscalizatórias para que esse turismo predatório não volte a ocorrer neste importante ponto turístico de Maricá”, completa o secretário.

O combate à ação de vândalos será ampliado. Segundo o secretário de Ordem Pública e Gestão de Gabinete Institucional (SEOP) Júlio Veras, o patrulhamento será reforçado em toda a orla de Ponta Negra, e em especial na Gruta da Sacristia. “As pessoas podem denunciar atos de vandalismo ao patrimônio público através do “Disque-Seop”(21) 96809-1516”, ressalta.

Os espaços públicos da cidade sofrem com o vandalismo há tempos. O caso recente mais emblemático foi o da destruição do monumento ao santo São José de Anchieta, em Araçatiba. O memorial, uma escultura em madeira que marca o local daquele que é considerado pela Igreja Católica como o terceiro milagre do jesuíta canonizado pelo papa Francisco, foi atacado e destruído de madrugada no início de março deste ano. A polícia abriu inquérito, mas até hoje ninguém foi responsabilizado. O que restou do monumento encontra-se guardado, e a Prefeitura ainda estuda como será feita a reconstrução do espaço.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?