E depois de muita polêmica entre a saída do ex-ministro da Justiça Sergio Moro e a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a nomeação de Ramagem para o cargo. A  decisão é liminar e foi tomada em ação movida pelo PDT.

Em seu despacho o ministro escreveu:  “Defiro a medida liminar para suspender a eficácia do Decreto de 27/4/2020 (DOU de 28/4/2020, Seção 2, p. 1) no que se refere à nomeação e posse de Alexandre Ramagem Rodrigues para o cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal”, escreveu Moraes.

Ramagem, é tido como  amigo pessoal da família Bolsonaro, e foi escolhido pelo  em substituição a Maurício Valeixo, nome indicado à época por Sergio Moro. O Ministro disse ainda que vê indício de desvio de finalidade na escolha do delegado. 

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?