O prefeito de Rostock, Claus Ruhe Madsen, anunciou nesta quinta-feira (23) que a cidade, de 209 mil habitantes, é a primeira da Alemanha livre do novo coronavírus, depois do último infectado encerrar o período de quarentena.

“Isso confirma que as medidas adotadas foram um sucesso total. Graças a uma rápida tomada de decisões e uma atuação decidida, pode-se evitar a propagação do vírus”, disse o líder local, por meio de comunicado.

Medidas imediatas

Entre as determinações impostas no início da crise, está o imediato cancelamento de shows, eventos e atividades que atraiam grande concentração de pessoas, fechamento de creches e escolas, redução do serviço público.

Além disso, foi criado um gabinete de crise e houve aumento de recursos ao hospital.

“Hoje, temos um motivo real para comemorar”, disse Madsen, que, ao mesmo tempo, pediu que a população siga disciplinada para que seja possível relaxar as regras de combate à Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

O próprio prefeito admitiu que é provável que haja novo surto do patógeno na cidade, o que obrigará a ajustar medidas para evitar alto índice de contágios e mortes.

Agradecimentos

Ruhe Madsen aproveitou para agradecer o trabalho das autoridades de saúde locais, a ação articulada entre o gabinete de crise, Corpo de Bombeiros, polícia e Cruz Vermelha. Além disso, destacou a importância de testar desde o primeiro momento os funcionários de emergências hospitalares, asilos e centros de assistência.

No estado de Meclemburgo-Pomerânia Ocidental, onde está Rostock, foram registrados apenas 651 casos de Covid-19 e 15 mortes, número proporcionalmente menor ao total da Alemanha, onde há contabilização de 148.046 casos, e 5.094 óbitos.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?