(Fotos: Marcos Fabrício/Fonte: PMM)

LSM – A Prefeitura de Maricá, em parceria com a Federação de Convention & Visitors Bureaux do Estado do Rio de Janeiro (FC&VB-RJ), realizou o 1º Seminário Estadual de Turismo Rural e de Aventura nesta quarta-feira, 21, na Fazenda Pública Joaquín Piñero (antiga Fazenda Ibiaci), no bairro do Espraiado.

O seminário teve como tema “Tendências e Oportunidades no Pós-Pandemia” e reuniu diversas autoridades, alunos da área de turismo e representantes do setor vindos de mais de 50 municípios fluminenses, além de outros estados, como Minas Gerais.

Na abertura, o prefeito Fabiano Horta pontuou a diversidade turística da cidade, mas lembrou que o momento é de se reconectar com a terra, através das áreas rurais.

“Aqui somos uma área metropolitana junto à costa, que é praiana e rural, e essa última parte é a tendência atual. As pessoas vão buscar um recontato com a terra. A diminuição da pandemia gera uma expectativa de superação, e Maricá tem um forte turismo rural. Nossa ideia é trocar experiências aqui para expandir essa natureza turística”, avaliou Fabiano.

O evento foi transmitido online pelo Facebook e o YouTube da Federação de Convention & Visitors Bureaux e também pelas redes sociais da Prefeitura de Maricá. Pela internet, o Secretário Estadual de Turismo, Gustavo Tutuca, também participou da mesa inicial. Ele apontou que o setor turístico foi um dos que mais sofreu com a pandemia e que pode ser um dos últimos a se recuperar.

“Por isso, eventos como este em Maricá são tão importantes para qualificar gestores e preparar um inventário turístico paras as áreas rurais. Como as viagens para fora do país ainda estão restritas, os destinos do interior passam a ser os mais procurados, e precisamos estar prontos”, disse Tutuca.

O presidente da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), Olavo Noleto, acredita que seja preciso aproveitar ainda melhor o potencial que a cidade oferece no setor de turismo rural.

“Temos de preparar esses locais, a rede hoteleira e seus trabalhadores para esse pós-pandemia, para ampliar a essa procura que já ocorre através de uma agente específica”, disse.

Para o Secretário de Turismo, Robson Dutra, a procura pelas trilhas e áreas abertas da cidade em razão da pandemia foi a solução para o setor turístico nos últimos meses.

“Dentro das normas de restrição, as famílias vêm buscando esse tipo de passeio em locais mais abertos, onde há menos gente aglomerada. Foi a alternativa encontrada para o lazer de menor risco. É importante também que quem atua neste setor esteja pronto para receber o turista, por isso é bom dividir a experiência e apontar a melhor forma de receber quem chega”, ponderou ele, ao projetar a volta de eventos presenciais para novembro. “Já estamos planejando Natal e Carnaval”, adiantou.

José Alexandre Freitas, titular da pasta de Promoção de Projetos Especiais, classificou o dia como sendo “muito feliz para a cidade”. “É uma alegria receber aqui gente de municípios até de fora do estado, num momento em que o turismo circular se tornou importante e as pessoas estão procurando destinos mais próximos”, concluiu.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!