Dona de paisagens deslumbrantes, Maricá é um local obrigatório para quem curte caminhar em contato com a natureza. Ao todo são aproximadamente 16 trilhas em Maricá que já fazem parte da rotina de lazer dos moradores e também atraem quem curte o turismo ecológico. São inúmeros os benefícios e vantagens do contato com a natureza, que são também um convite às práticas esportivas.

No município, todos os percursos são devidamente mapeados e sinalizados, são abertos e podem ser percorridos por qualquer pessoa, mas é claro, com devidas precauções como por exemplo avisar aos familiares e amigos se for fazer uma das trilhas sozinho, levar água e fruta para poder se hidratar e principalmente consultar um cardiologista para saber da sua saúde cardíaca.

Confira as opções de trilhas:

Itaipuaçu oferece 4 rotas: a Pedra de Itaocaia (um dos locais com vista mais impactante de toda a cidade); o Morro da Peça; a Pedra do Elefante e o Caminho de Darwin, que se trata do percurso percorrido pelo naturalista britânico em 1832 que viajou pela região fazendo as pesquisas que gerariam o livro “A origem das Espécies”. Tendo como ponto de partida da trilha a fazenda em Itaocaia Valley, tombada pelo Patrimônio Histórico, onde Charles Darwin pernoitou e partiu para a caminhada.

No Espraiado, o aventureiro conta com seis opções, das quais apenas as duas primeiras não realizam visita à Sede das Unidades de Conservação. São elas: a Travessia Silvado/Espraiado; a Travessia Espraiado/Tomascar (mais longa do circuito, com oito horas de duração e nível pesado); o Vale de São Francisco; o Pico Boaventura; a Cascata da Lagoinha e o Pico da Lagoinha.

No Retiro tem a magnifica Travessia Cassorotiba/Parapente/Retiro; que leva até a rampa de parapente de Maricá. Em São José do Imbassaí, tem a inesquecível Pedra do Macaco; um dos picos mais bonitos de Maricá onde dá ver a cidade inteira.

Mais próximo do Centro de Maricá, tem a trilha do mirante do Caju; uma trilha leve que não exige muito esforço mas oferece uma vista incrível.

Na Divinéia, tem a Ponta do Fundão. No Silvado, tem a Pedra do Silvado e em Ponta Negra, o trilheiro pode contar com a Travessia Farol de Ponta Negra/Sacristia, onde se pode visitar a linda gruta de Ponta Negra.

© 2020, Redação Maricá. Todos os Direitos Reservados.

error: O conteúdo está protegido !!
× Como podemos te ajudar?